Quarta-feira, 15 de Agosto de 2012

O espírito ainda é de praia, mas o arranque das aulas já tem data marcada para breve. Setembro é o mês em que o orçamento familiar tem de ter em conta as despesas com livros e material escolar. 

Um estudo de uma entidade de crédito, a Cetelem, concluiu que as famílias portuguesas, ainda que em momento de crise, esperam investir em média 507 euros em material e livros escolares. São mais 8 euros do que no ano passado. A fatura atinge rapidamente valores pesados para a carteira.

Alternativa: reciclar ou pedir emprestado

Reciclar material do ano anterior, pedir livros emprestados ou recorrer a marcas mais em conta são algumas estratégias e justificações para que nos escalões em que as famílias pretendem gastar até 250 euros ou entre 250 e 500 euros a percentagem tenha descido este ano. 

Ainda assim, o mesmo estudo dá conta de que o valor médio gasto por pessoa terá um aumento dos 381 para os 384 euros.

Famílias endividam-se para comprar material

Valores que muitas vezes irão ser pagos com o cartão de crédito: 30% dos inquiridos admite recorrer a este meio de pagamento e 11% dão já mesmo essa certeza.

Para se chegar a estas conclusões, foram entrevistados 600 portugueses entre os 18 e os 65 anos.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/



publicado por adm às 22:48 | link do post | comentar

tags

actualidade

apoios

atualidade

benefícios fiscais

crise

custos

dicas para poupar dinheiro

educação

ensino superior

livros

livros escolares

manuais escolares

material escolar

noticias

portugal

regresso às aulas

saúde

universidade da terceira idade

vagas

verão

todas as tags

links
subscrever feeds